COLUNISTAS


Facebook Twitter Linkedin
Ailton Fernando de Souza

● Bacharel em Ciências Contábeis pela Unipaulistana;
● Pós-graduado em Gestão Estratégica do Terceiro Setor pela UNIFMU;
● Ex-professor do curso Técnico em Contabilidade do SENAC;
● Exerce cargo de Gestão e Gerência de Contabilidade ;
● Autor e coordenador do livro Contabilidade na Prática (Editora Trevisan,2014);
● Autor do artigo científico Governança Corporativa em Entidades do Terceiro Setor, publicado pela Revista Direito do Terceiro Setor (Editora Fórum,Dez/2013);

 


Desoneração- exemplo de cálculo receita mista

Por Ailton Fernando de Souza

 

Embora não seja um assunto recente, percebo que muitos colegas ainda têm duvida em relação ao cálculo manual da Contribuição Previdenciária, para organizações que possuem receita mista, de produção e comercialização de produtos sujeitos à desoneração e produtos não sujeitos à desoneração, embora os softwares de mercado já estejam todos preparados e programados para efetuar automaticamente esse cálculo com o simples imput de dados, achei por bem disponibilizar essa pequena memória de cálculo, até mesmo como exercício para quem tem a curiosidade de verificar como é processado esse cálculo.

1) O primeiro passo é levantar os valores totais da receita, bem como quanto desse montante refere-se à venda de produtos sujeitos à desoneração e produtos não sujeitos.

2) Para os produtos cujos NCM´s sejam considerados desonerados, aplica-se à alíquota correspondente (no nosso exemplo 1%) sobre o total dessa receita;

3) Em seguida, em relação à folha de pagamento, a partir da base de cálculo da contribuição previdenciária, aplica-se a alíquota de 20%;

4) Após, considera-se a parcela da receita com produtos não sujeitos à regra da desoneração e divide-se pelo total da receita, encontrando assim um fator, o qual chamaremos de fator “f”.

Multiplica-se o fator”f” pelo resultado do cálculo da parte patronal da contribuição previdenciária (ítem 3) e pronto, já teremos o valor a ser recolhido em GPS, enquanto o valor a ser recolhido em DARF  é o que consta no ítem 2.

 

Exemplo abaixo:

 

 

Postado dia 31/07/2015 - Fonte: Essência Sobre a Forma

Visitantes: 1576


izmir escort
gaziantep escort
porno
porno
bodrum bayan escort